Home » » Sem lenço e sem documento...

Sem lenço e sem documento...

Written By De Estimação on domingo, 17 de agosto de 2008 | 18:35

A noite chegou sem muitas perspectivas
Lá fora a lua estava cheia
E a noite estava até quentinha na cinzentinha
E dentro delas uma vontade de cair no mundo

Bastou um click no mouse e tudo mudou
“Vambora?” Disse a mais nova para a mais velha
“Simbora agora! Onde nos encontramos?” Perguntou a mais velha.

Passava das 23 horas
O caminho era o Largo da Ordem
Em poucos minutos estavam dentro de uma oca
Onde caíram no swing para se consolar

A mulher do sapato branco e a mulher do sapato preto
A loira e a morena, a alta e a baixinha
A carioca e a curitibana, com características diferentes
Mas com os corações praticamente iguais – por um triz

Entre uma cerveja e outra
A cada música a oca se mostrava
Uma mistura de Rio e Fortaleza
De samba e rock
De homens e mulheres

Seis da manhã
Carro na porta
Corpo cansado
Pés inchados
De volta pra casa


2 comentários:

Marina disse...

Q noitada hemmmmmmmmmmmmmmmm.....bom de d+++++.....
já sei de onde veio a gripe....rsrsrrsrsrsrsr....t brincando.......tem q aproveitar mesmo tudo....a gripe.....passa...graças a Deus...tomara q essa não demore....para vc curtir...outras tantas noitadas......me levaaaaaaaaaaaaaaa?????!!!!!.......rrsrsrsrsrsrsrsrsr....bjos querida....melhoras.......

Lih...Amarante disse...

nunca vou me esquecer da noite que tinha como lema:
"cair no swing para consolar".
foi meu melhor consolo e tu sabe bem, né baby!!!!!
Obrigada por estar lá comigo e por ter apadrinhado o enlace entre a
baixinha curitibana e o galego narigudo!
hauahuahuahauahuahu

Top